Saturday, February 11, 2006


Carne

Na fase seguinte a matéria prima utilizada é a carne culturalmenteinformada pela população do nordeste brasileiro: a carne de charque. Ohábito do consumo da carne de charque remete a temáticas próprias donosso universo cultural, como a seca, a fome, a comida pouca. A carnedesidratada e salgada, que não apodrece facilmente, que pode serparcimoniosamente utilizada pelas populações pobres do nordestebrasileiro. Sua utilização pelo artista é inusitada: ele a transforma emroupas, produzindo uma coleção completa de trajes e adereços masculinose femininos que são apresentados num circuito de moda, conhecido comoBarra Fashion (2000). A inspiração na Wearable Art é apenas aparente (oureferente). O que o artista busca é colocar a dicotomia necessidade xsupérfluo, glamour x miséria, ao tempo que convoca o espectador arefletir sobre os limites do vestível, as possibilidades da moda e a suarelação com o contexto social no qual ela se insere.Fazendo parte de um amplo projeto de intervenção, teoricamente embasadono conceito de escultura social do Joseph Beuys, outras ações seincorporam ao “projeto carne” . A performance “A Transmutação da Carne”,apresentada no Instituto Cultural Brasil Alemanha (2000), por exemplo,quer discutir a violência contra o corpo. Utilizando-se de registros detorturas sofridas por escravos no Brasil, relatos de suplíciosanalisados por Michel Foucault quando estudou a História dos sistemaspunitivos no Ocidente, o público, mais uma vez, é convocado a olhar asua própria ferida. Uma ferida que pode ser estetizada, transmutada, masnunca esquecida. E a dor do corpo escravo, marcado a ferro e brasa pelosseus senhores, encontra ressonância na miséria nordestina: fome etortura são apresentadas, na ação, num churrasco humano como a nos dizerdo lugar do homem dentro da gramática de desigualdade que constitui asociedade brasileira. Os cerca de 800 quilos de carne que foram utilizados nas intervenções -que também incluíram um desfile público dos modelos pela zona central dacidade de Salvador (Praça da Piedade e Avenida Sete) - foram devolvidosao seu significado original, de comida através de doações, sendo estaação um momento crucial da obra. Com isso o artista dá visibilidade àfome no Nordeste como um problema social, a carne é distribuída entrecomunidades carentes e associações filantrópicas, com um sentido dedenúncia. Os recibos e as cartas de agradecimento das referidasinstituições, enviados ao artista, são transformados em obra de arte: osdocumentos-obra. A obra de arte, agora, nesse gesto, está pronta. Voltaa cumprir o seu desejo original de humanizar o mundo.

























































1 Comments:

Blogger olhodopombo said...

AMEI SEU BLOG.....

11:49 AM  

Post a Comment

<< Home